AVISO IMPORTANTE:

* Nossa casa fica em Porto Alegre (RS). Para maiores informações, contate-nos via e-mail.




domingo, 20 de novembro de 2011

Dia da Consciência Negra

Que atire a primeira pedra quem nunca usou o termo macumba para se referir às atividades relacionadas às religiões de origem afro-brasileiras.
Cercadas de mistérios para a maioria da população, a Umbanda e o Candomblé são alvo de preconceito da sociedade.
Muitos dos frequentadores e até mesmo trabalhadores, inclusive, preferem permanecer no anonimato.
Hoje, no Dia Nacional da Consciência Negra, o culto aos orixás é uma das heranças celebradas.
Fundada pelo carioca Zélio Fernandino de Moraes em 1908, a Umbanda é um culto espiritualista, ritmado e ritualizado, de origem euro-afro-brasileira.
Misturando elementos brancos, negros e indígenas, hoje seus seguidores são em sua maioria de cor branca. Na gira - o culto - os umbandistas fazem preces, cantam, tomam bênçãos, fazem a defumação com ervas e incorporam guias como pretos-velhos, crianças, baianos, boiadeiros, ciganos, marinheiros, cablocos e exus, além de espíritos de médicos orientais que trabalham principalmente com a saúde.
Muito semelhantes em seus rituais, o Candomblé e a Umbanda se diferenciam, principalmente, porque no primeiro caso existe o sacrifício de animais.

O Dia da Consciência Negra é um dia muito importante para nós brasileiros, pois é um dia dedicado à reflexão acerca da importância da cultura e do povo africano na sociedade brasileira. Nesse dia nos lembramos que os negros colaboraram muito na história do Brasil, seja nos aspectos políticos, sociais, gastronômicos ou culturais. Por isso devemos valorizar essa cultura, esse povo que tanto sofreu e que faz parte da história do nosso país.

O Dia da Consciência Negra é comemorado no dia 20 de novembro no Brasil e essa data foi escolhida em homenagem ao Zumbi dos Palmares que morreu nesse dia, em 1695. Zumbi foi o grande líder do quilombo dos Palmares, considerado um herói, pois resistiu bravamente à escravidão. Segundo pesquisadores, Zumbi nasceu em 1655 e descendia de guerreiros angolanos.
Ele foi capturado por soldados ainda menino, e entregue ao Padre Antonio Melo, de Porto Calvo, que o criou e o educou, aos 12 anos, Zumbi, que foi batizado com o nome de Francisco, já tinha uma boa noção de Português e Latim, mostrando ser muito inteligente.
Com 15 anos, Zumbi fugiu para o Quilombo e tornou-se um dos líderes mais famosos de Palmares, sendo o último chefe do Quilombo dos Palmares. Zumbi significa a força do espírito presente.
 
O quilombo foi defendido no século XVII por Zumbi durante anos contra as expedições militares que queriam trazer os negros fugidos de volta à vida de escravidão. Zumbi lutou bravamente até a morte, seu feito foi tão memorável que em 2003 o dia 20 de novembro foi incluído no calendário escolar, assim se tornando o Dia Nacional da Consciência Negra, através da lei 10.639, e por essa mesma lei o ensino sobre História e Cultura Afro-Brasileira se tornou obrigatório.
Embora o dia seja celebrado desde a década de 1960, só a partir de 2003, seus eventos foram ampliados.
Assim todos os brasileiros saberão como foi a história da escravidão, a luta dos negros no Brasil, a cultura negra brasileira e o negro na formação da sociedade nacional, assim resgatando a história de como os negros contribuíram nas áreas social, econômica e política durante a trajetória do Brasil.
Então reflita muito nesse dia sobre o papel do povo africano na nossa sociedade e lembre-se que o preconceito nada mais é do medo do diferente, afinal seja qual for a nossa cor, somos seres humanos, portanto somos iguais.
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário