AVISO IMPORTANTE:

* Nossa casa fica em Porto Alegre (RS). Para maiores informações, contate-nos via e-mail.




segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Por que não me curei?

Embora atualmente as pessoas estejam mais preocupadas com a saúde, muitos de nós ainda só se preocupam com ela quando os problemas aparecem.
E como a saúde pública no Brasil deixa muito a desejar, correm para os meios alternativos, tipo chás, benzimentos, passes e tratamentos espirituais.
Porém, milagres não existem. Se alguns alcançam a cura, são muitos os fatores que levam a isto.
Para citar apenas alguns deles:

  • Tratamento médico junto com o espiritual
  • Persistência no tratamento
Abaixo, listo para vocês 9 motivos para não alcançar a cura, retirado do livro  “UMBANDA -  Perguntas & Respostas” - J. Edson Orphanake – Tríade Editorial:
(os comentários em itálico, são meus)

1º – As pessoas não são máquinas, nem iguais umas às outras, razão por que as curas em algumas não se efetivam.

2º – A pessoa tem no perispírito (corpo astral) bastante substância tóxica astral, adquirida em vidas anteriores, que é expelida em forma de doenças nesta existência. (e, neste caso, a doença vem como um bálsamo para o espírito)

3º - Falta de Fé (confiança), elemento que muito ajuda (embora não seja essencial) na cura, por ser fator de sugestão. (a ciência já provou isso)

4º - Há indivíduos que gostam de suas doenças e as usam como argumento em suas conversas (fato curioso, mas verdadeiro). São os masoquistas (sentem prazer no próprio sofrimento).

5º - Existem aqueles que opõem resistência inconsciente, não acreditando que possam ficar curados espiritualmente. (se houver merecimento, o uso da apometria pode ajudar)

6º - Há os que são doentes por força de seus próprios hábitos ou vícios, e não se curam por não abandonarem o hábito (fumar, beber em demasia, comer demais, odiar, brigar, enervar-se, abusar do sexo etc). (a persistência no tratamento espiritual, aliado ao aconselhamento doutrinário, pode vencer o hábito)

7º - Há pessoas boas condutoras de energia e capazes de armazená-la, enquanto outras são péssimas condutoras de fluidos vibratórios de cura, bloqueando o fluxo energético e, portanto, incapazes de conservá-la. (práticas energéticas auxiliam na mudança do padrão vibratório)

8º - Quando da aplicação de passes, às vezes reclama-se resultado imediato, quando o tratamento deveria ser mais longo. (mais uma vez o aconselhamento e a persistência são importantes) 

9º - No início da enfermidade, a possibilidade de cura é maior do que quando já adiantada. Mesmo que o doente morra, a morte não significa que a cura não se efetuou. A eliminação ou alívio da dor e da angústia pode se considerado bom resultado e o doente ingressar na vida espiritual isento dos males que o atormentavam, reencarnando futuramente sem o carma doloroso da moléstia. "

Faz parte do tratamento espiritual o consumo regular de água fluidificada.
Deste modo, quando vier para o atendimento, traga sempre uma garrafinha de 500 ou 600ml com água pura, para receber os fluídos de que necessita para o tratamento.
A fluidificação da água se dará naturalmente, na medida de suas necessidades, enquanto aguarda o passe e durante o mesmo.
Após a fluidificação, a água se transforma num remédio concentrado e poderá ser diluída em uma garrafa de 2 litros de água pura, para o consumo normal, durante o dia.
Leia mais sobre a água fluidificada aqui mesmo, no Blog, no link abaixo:

http://casapaijoaquimdecambinda.blogspot.com.br/2012/01/agua-fluidificada.html


Nenhum comentário:

Postar um comentário