AVISO IMPORTANTE:

* Nossa casa fica em Porto Alegre (RS). Para maiores informações, contate-nos via e-mail.




sábado, 3 de dezembro de 2011

Epahei, Oyá!

Salve a Senhora dos Ventos!


Epahei, minha Mãe!


Que os raios de Iansã iluminem nossos caminhos e o turbilhão de seus ventos leve para longe aqueles que de nós que se aproximam com o intuito de se aproveitarem de nossos fraquezas.


Hoje, 4 de dezembro, é dia de Iansã. 
Minha singela homenagem a esta Mãe, que me guia, me ensina, me protege e me ilumina.


" Ser filha de Iansã é ter que dominar a intensidade de meus próprios ventos, para que limpem, mas não destruam.
E a não despejar sobre Ela, a responsabilidade pelos meus próprios vendavais. 
Eu continuo ventando, assim como ela, mas já consigo transformar raios e tempestades em chuvas mais amenas. 
Pelo menos venho tentando com afinco. 
Às vezes consigo, às vezes não, mas tenho contabilizado apenas os êxitos, para não me entristecer com o que não consegui. "


Este texto foi escrito por Sheilla Riekes Prochmann, mas poderia ter sido escrito por mim, pois me identifico totalmente com ele. 


Obrigada, Minha Mãe Iansã, pelo seu amor e paciência com esta filha!



Um comentário: