AVISO IMPORTANTE:

* Nossa casa fica em Porto Alegre (RS). Para maiores informações, contate-nos via e-mail.




terça-feira, 26 de abril de 2016

Um atendimento diferente


Por Cândida Camini
(inspirada pela Preta Velha Maria Redonda)
 
A Gira de Pretos Velhos estava terminando, e a fia sentô na frente da Nêga e suspirô fundo.

Era um suspiro mais de alívio do que qualquer outra coisa, talvez porque lá no seu íntimo a fia sabia que ia recebê um colo dessa Nêga.

E a Nêga ficô só esperando a fia falá. E a cada situação ruim que ela falava da sua vida, a fia completava dizendo o quanto isso estava servindo para o seu aprendizado, embora dolorido.

E a Nêga ia deixando a fia desabafá, porque era essa a precisão da fia, e a Nêga sabia disso.

Cada vez que a fia falava do futuro, que tanto a angustiava, a Nêga interrompia e trazia a fia de volta pro presente, este presente que embora difícil, doloroso, estava fazendo tanto bem a ela e a sua família também. Porque o futuro só ao Pai Maior pertence, e os fios precisam aprendê isso.

E a Nêga então pediu prá fia fazê uma lista de todas as coisa boa que esta situação está trazendo prá vida da fia, colocar esta lista na mesa de cabeceira, ler a cada manhã e cada anoitecer, agradecendo ao Pai Oxalá por todas estas bênçãos. E a cada situação nova, acrescentá na lista, e agradecê.

E sempre que a fia se abatê, pegá a lista e pensá só nas coisa boa.
 
E a Nêga ficou feliz que essa fia tá aprendendo a coloca em prática os ensinamento que os guia passa pros seus fios.
 
A cruz da fia não vai diminuí de tamanhu, mas vai ficando cada vez mais leve.

Nenhum comentário:

Postar um comentário