AVISO IMPORTANTE:

* Nossa casa fica em Porto Alegre (RS). Para maiores informações, contate-nos via e-mail.




sábado, 11 de maio de 2013

Feliz Dia das Mães!


Por: Cândida Camini

Alguém consegue dimensionar a dor de uma mãe, que tem arrancado de seus braços o filho que acabou de parir e levado sabe Deus pra onde?

E se forem vários filhos, em seqüência, um após outro?

Obrigadas a gerar e parir seus filhos ao bel prazer de seus algozes, em condições sub-humanas nas senzalas, às negras escravas restava orar a Zambi para que cuidasse deles por elas e esperar pacientemente pelo dia em que iriam reencontrar-se em uma de suas moradas.

Imagina então ver o filho sucumbir no tronco, o corpo lanhado pelo chicote do feitor, que batia sem dó, antes pelo contrário, com prazer de ver um negro sangrar até morrer.

E ainda, com todo o amor do mundo, amamentar e embalar o filho da Sinhá.

Mãe Preta!

Quanta dor, quanta resignação, quanto amor!

Mais tarde , na Umbanda, elas retornaram à face da Terra, em espírito, incorporadas em seus cavalos, e continuaram distribuindo amor, ensinando com seu exemplo o que significa amar incondicionalmente e nos dando colo, como faziam com os filhos da Sinhá.

E aqui elas se apresentam: Mãe e Vó Maria, Vovó Maria Redonda, Mãe Maria Preta, Maria Conga, Vovó Catarina, Mãe Preta Serafina e tantas outras.

Fica aqui nossa homenagem, nosso amor, não só a elas, mas a todas as mães da Umbanda, a todas as mães de todos os mundos habitados.

2 comentários:

  1. Parabéns por tudo o que foi dito em relação as mães pretas, nos ensinando a amar incondicionalmente. Fiquei muito emocionada, e recebi como lição. bjs. Neiva.

    ResponderExcluir
  2. Salve os Pretos Velhos!É como diz Aline, da Cidade das Pirâmides, “Entidades são nossas identidades ligadas aos seres da natureza, Orixás e Raios por sintonia de vibração”. Gostei muito do blog. Vocês conhecem o Programa De Olho No Mundo?(www.deolhonomundo.com) Aline em seu programa analisa a essência humana, o mundo, astrologia, fenômenos ocultos..., em sua plenitude. Tenho certeza que vocês gostarão. Abraços.

    ResponderExcluir